Estrutura

Como Trabalhamos

A Fazenda Santo Isidoro, desenvolve também atividades na cultura de Milho e produção de leite.

A responsabilidade técnica da pecuária leiteira é do Eng. Agr. Fernando Henrique Stedile e dos Médicos Veterinários Jorge José Bangel Junior, Rogério Alves e Gabriel Esnaola.

 

A cultura do milho é uma das atividades fundamentais na Fazenda Santo Isidoro da família Stédile, ocupando significativo espaço como atividade econômica e técnica (rotação de culturas). Ocupa atualmente 40% da área cultivada no verão.

A produção de milho tem como destino o consumo próprio, silagem e ração para alimentação de bovinos de leite, venda de grãos para consumo animal e humano, fábrica de rações e indústria alimentícia.

Possuímos 345 hectares irrigados por 4 pivôs centrais, onde são cultivados dois anos consecutivos de milho, seguidos por um ano de soja. Procuramos sempre plantar híbridos de alta produtividade e bom valor comercial e comercializamos o milho limpo, seco e selecionado (grão inteiro), inclusive com uso de mesa densimétrica.

Produção de Leite à Pasto, com Suplementação

A atividade leiteira já é uma tradição da Família Stedile, desde a década de 60.

A fazenda Santo Isidoro utiliza 150ha no sistema rotacionado de pastagem, em piquetes de 1ha, todos com sombreamento (por eucalipto) e água encanada. Os animais permanecem durante um dia em cada piquete. A pastagem é composta no inverno de aveia e azevém e, no verão, de tifton 85, quicuio, milheto e papuã. Também é fornecida uma alimentação complementar pós-ordenha, com silagem de milho, de azevém e de trigo, e ração, feita na própria fazenda, em mistura total. Assim, as vacas recebem, em média, 22kg de silagem mais 9kg de ração.

Utiliza ordenhadeira tipo paralela 16X32 com sistema computadorizado Delaval, resfriador de leite com capacidade de 30.000 litros, fábrica de rações com capacidade de 6 ton/hora e estocagem de 100 ton de ração pronta e 5 silos para silagens e pré-secado com capacidade total de 12.500 ton. Possui sistema de manejo de dejetos composto de separação de sólidos e estação de tratamento de efluentes (ETE), com capacidade de 130 metros cúbicos/dia. Atualmente, conta com um plantel de aproximadamente 1.000 animais com alto padrão genético (proveniente da Holanda e EUA), da raça holandesa, com uma média de 500 vacas em lactação, que produzem 12.500 litros/dia.

 

Recentemente foi investido em uma nova bezerreira com alimentadores automáticos.

O conforto e o bem-estar animal são princípios fundamentais adotados pela propriedade, com importância social e ética e que, no fim das contas, se traduzem em produtividade também.